Receita de Eva Scialò

Massa Ditali queijo cacio e ovos (Ditali Cacio e Uova)

O património culinário napolitano conta com mais de 500 receitas com pouquíssimos ingredientes pobres e que podem ser facilmente encontrados. Há entre essas também o “tubettiell cas’ e ov.” Este prato pode ser definido um primo da carbonara romana, contudo é ainda mais simples. A história, com contornos indefinidos e recordações desbotadas pelo tempo, traz uma receita ligeiramente diferente daquela preparada pelos napolitanos modernos. Uma diferença entre todas é a presença da banha. Muitas das entradas em que se inclui a tão amada sugna ou banha viram com o decorrer dos anos a remoção desta gordura a favor do azeite de oliva. É verdade, nós napolitanos continuamos a utilizá-la, mas especialmente durante as festas de Páscoa, para preparar receitas como o legendário “casatiello” ou a “pastiera”. Após algumas investigações a origem desta receita é incerta, contudo, olhando os ingredientes e a facilidade de preparação, é claro que se trata de um prato muito substancial que na maior parte das vezes constituía a única fonte de sustento quotidiano. Nesse caso também cada família tem as suas variantes. Na minha, por exemplo, era o primeiro prato do almoço de páscoa e antecedia o prato com o molho de cordeiro. Minha avó contava-me sempre com os olhos cheios de sonhos que costumava ir à feira fazer compras quando todas as donas de casa já tinham regressado a casa para preparar o almoço. Naquela hora, tranquilamente, podia comprar tudo o que sobrava sem se sentir miserável. Os ovos rompidos definhavam nos papelões dos jovens aglomerados em frente às lojas e ela podia comprá-los à metade do preço. Mais ou menos eram os anos sessenta. Estou a contar da minha avó porque a sua história é a da maioria das napolitanas daquele tempo: os principais meios de sustento eram escassos, mas a vontade de prosseguir certamente não faltava. À mesa as refeições, de uma forma ou de outra nunca faltavam, e, ainda mais importante, apesar das dificuldades, onde comiam quatro, comiam também cinco ou seis. Para os amigos era suficiente um ovo rompido a mais.

  • 4
  • 10 minutos
  • médio
  • pasta

Ingredientes pare quatro pessoas

 

320 g de massa ditali (ou gramigna)
4 ovos
140 g de queijo parmigiano ralado
1 cebola

q.b. de salsinha
q.b de azeite de oliva extra-virgem (ou banha ou manteiga)

q.b. de sal e pimenta

 

 

Preparação

 

Cortar as cebola em tiras finas, proporciona realmente um toque de sabor a mais.

 

Em uma caçarola, juntar um fio de azeite e dourar ligeiramente a cebola com cuidado para que não queime. A seguir juntar a quantidade de água suficiente para cozer a massa e deixar a cebola consumir-se bem

 

 

Deitar então a massa diretamente na caçarola, e assegurar-se de que haja água suficiente. Deixar cozer durante todo o tempo de cozedura , misturando vez por outra.

 

No ínterim, bater os ovos com o queijo parmigiano, a salsinha picada, um pouco de pimenta, se desejar, e ajustar o sal.

 

 

Quando a massa estiver cozida e o fundo ligeiramente líquido, deitar os ovos batidos com os outros ingredientes na caçarola, misturar rapidamente e desligar o lume.